União das Sociedades Espíritas
Intermunicipal de Piracicaba

Pesquisa por Casas Espíritas Afiliadas

AUTOAVALIAÇÃO DA CASA ESPIRITA

 

 

No Espiritismo, fala-se muito de uma lei que a tudo governa: A LEI DA EVOLUÇÃO. É um fato inegável o de que todos nós estamos em constante mutação, buscando o progresso.

Tomando como base esta lei, Allan Kardec traçou a linha de conduta do verdadeiro espírita: que se esforçasse constantemente para dominar suas más inclinações. Ora, só podemos lutar contra uma tendência ruim se tivermos consciência dela. Para tanto, temos que nos conhecer. Daí, surge a necessidade do autoconhecimento, para se saber dos próprios defeitos.

O CODIFICADOR DIZIA QUE UMA SOCIEDADE É UM SER COLETIVO E QUE TODOS OS PRINCÍPIOS APLICADOS A UMA PESSOA PODERIAM SER IGUALMENTE APLICADOS A ELA.

Em razão disso, estamos propondo no estudo do "gerenciamento", que dirigentes e trabalhadores façam uma sincera avaliação das atividades de suas casas espíritas e que tomem providências para melhorá-las.

Quando não avaliamos os trabalhos podemos ser pegos de surpresa por problemas que estão surgindo e não percebemos. E também iremos sempre continuar com uma Casa que não evolui, não se renova, não se aperfeiçoa.

Veja Também

A Humanização do Centro Espírita ( 37 SUGESTÕES)
A Humanização do Centro Espírita ( 37 SUGESTÕES)
A Humanização do Centro Espírita ( 37 SUGESTÕES)
A Humanização do Centro Espírita ( 37 SUGESTÕES)