União das Sociedades Espíritas
Intermunicipal de Piracicaba

Pesquisa por Casas Espíritas Afiliadas

Mas o que o centro espírita tem a ver com o endomarketing?

 
Endomarketing no centro espírita 

Wellington Balbo – Bauru - SP 

Endomarketing, o nome presente no título do artigo acima pode soar estranho ao leitor menos familiarizado com os termos aplicados rotineiramente em algumas empresas. 

Trata-se, numa explicação sucinta, de ações implantadas dentro da própria empresa visando beneficiar os funcionários. Em outras palavras é o marketing com o foco interno. 

A idéia basicamente gira em torno dos dividendos dessas ações: é um ciclo que se inicia na satisfação dos funcionários e deságua no atendimento das necessidades dos clientes externos. 

Capacito meu colaborador com um olho em seu crescimento pessoal e outro, naturalmente, no crescimento da empresa. Assim todos ganham. 

Exemplo de endomarketing: uma empresa propicia treinamento sobre técnicas de oratória aos seus colaboradores. Outro exemplo: campanha para despertar a importância da leitura na formação pessoal e crítica do colaborador. 

As situações em que o endomarketing pode ser aplicado variam ao infinito obedecendo a criatividade de quem coordena a iniciativa. 
Você perguntará: 

Mas o que o centro espírita tem a ver com o endomarketing? 

A resposta é simples. Tudo! 

Pode-se perfeitamente aplicar o endomarketing na Casa Espírita visando capacitar e motivador os colaboradores, sejam eles coordenadores de reunião mediúnica, dirigentes, voluntários e demais trabalhadores. 

Primeiro passo é identificar as necessidades daquele grupo. Percebeu-se que determinado grupo de reunião mediúnica está derrapando quando o tema é diálogo entre os participantes. 

Identificada a carência surge a oportunidade de aplicar o endomarketing, ou seja, as ações destinadas a beneficiar os membros daquela reunião. Pode-se, portanto, organizar um estudo sobre determinado livro que versa sobre a união, diálogo, companheirismo. 

Outro exemplo: identificou-se que o centro espírita tem poucos expositores. Novamente utiliza-se o endomarketing como ferramenta para suprir a necessidade da Casa. 

Organiza-se, pois, um grupo destinado a formar expositores espíritas. 

O endomarketing é perfeitamente aplicável em centros espíritas de todos os tamanhos, desde as casas com grande número de colaboradores até aquelas cujo número de colaboradores é pequeno. 

Porém, o melhor da aplicação do endomarketing na Casa Espírita é que os trabalhadores irão crescer sob todos os aspectos, inclusive o espiritual. E não podemos deixar de registrar que a evolução de todos os componentes de uma instituição espírita enseja benefícios gigantescos em prol da divulgação do espiritismo. 

Quanto mais capacitado estiver o trabalhador espírita mais apto ele estará para receber as pessoas que desembarcam no centro espírita ansiando consolo e esclarecimento. 

Vale pensar na idéia do endomarketing para o centro espírita. 
Qualificar os trabalhadores trata-se de investimento seguro na divulgação do espiritismo. Iniciativas simples como a implantação do endomarketing ofertará benefícios a todos, sejam trabalhadores do centro ou freqüentadores mas que, num futuro próximo, observando os exemplos dos colaboradores certamente não titubearão em fazer parte da Casa que os recebeu com excelência de qualidade. 



O que é Endomarketing? 
por Washington Sorio * 

Endomarketing é uma das mais novas áreas da administração e busca adaptar estratégias e elementos do marketing tradicional, normalmente utilizado no meio externo às empresas, para uso no ambiente interno das corporações. 

É uma área diretamente ligada à de comunicação interna, que alia técnicas de marketing a conceitos de recursos humanos. 

Quem nunca ouviu falar que antes de vender um produto para seus clientes, as empresas precisam convencer seus funcionários a comprá-lo? O endomarketing surge como elemento de ligação entre o cliente, o produto e o empregado. 

E "vender" o produto para o funcionário passa a ser tão importante quanto para o cliente. Significa torná-lo aliado no negócio, responsável pelo sucesso da corporação e igualmente preocupado com o seu desempenho. 

Saul Bekin cunhou o termo Endomarketing em 1995 e em seu livro "Conversando sobre endomarketing" discorre, de maneira leve e didática, sobre quase todos os elementos do que Philip Kotler em "Administração de marketing" chamou de marketing interno das organizações. 
A comunicação empresarial assume cada vez mais uma intensidade global, nos compelindo a gerar e repassar informações de nível corporativo para os diversos públicos com que a empresa se relaciona, a começar pela imprensa, passando pela comunidade, clientes, demais parceiros da cadeia produtiva e da própria organização empresarial, principalmente funcionários. 

Ao nos lançarmos em busca de referenciais globais de qualidade – como certificação ISO 9000, por exemplo – nos damos conta da importância do envolvimento dos funcionários nesses processos. 

E aí a comunicação interna é convidada a desenvolver mecanismos que agilizem e tornem possível essa integração dos funcionários com as mudanças que estão acontecendo dentro das empresas. 

Tudo isso nos faz repensar a atividade de comunicação empresarial mais especificamente voltada para o público interno, com uma pergunta bastante simples, cuja resposta pode não ser tão fácil de obter: nossos funcionários estão felizes? Altruísmos à parte, isto acaba se refletindo no clima organizacional e na qualidade dos produtos e serviços da empresa. 

Em vez de meras ferramentas para as empresas atingirem seus objetivos, a comunicação interna também pode e deve se propor a ajudar as pessoas a se sentirem mais felizes em seu ambiente de trabalho onde, em tese, passam pelo menos um terço de suas vidas. 

As pessoas nas organizações possuem necessidades muito específicas e são atingidas pela comunicação de maneira direcionada, mais explícita do que normalmente acontece com o consumidor comum. 

Se imaginarmos que as organizações são aglomerações humanas, com interesses comuns e também divergentes, eis a complexidade que reveste a administração de pessoas e o conseqüente direcionamento do endomarketing para a obtenção dos resultados esperados. 

A opinião do público interno tem grande influência nas opiniões e perspectivas do público externo, do consumidor em geral. Partindo desse princípio, as empresas cada vez mais têm investido no endomarketing como uma estratégia de Recursos Humanos. 

O endomarketing existe para atrair e reter seu primeiro cliente: o cliente interno, obtendo significativos resultados para as empresas e, também, atraindo e retendo clientes externos. 

Afinal, funcionários insatisfeitos com as condições de trabalho e com os próprios produtos lançados, irão fazer uma contra-propaganda cada vez que multiplicam fora da empresa a sensação de descontentamento que os dominam. E, caso estejam satisfeitos com a empresa, poderão "vendê-la" para o cliente externo. 

Essa atitude estratégica visa dar aos funcionários uma noção da importância de um serviço orientado para atender aos clientes, fazendo-os ter a capacidade de responder qualquer dúvida que surja dentro da companhia, e isso inclui envolvimento, comprometimento, valorização e, principalmente, qualificação do funcionário, visando assumir responsabilidades e iniciativas, conhecendo todas as rotinas de serviço da empresa onde atuam. Afinal, uma informação errada dada ao cliente externo ou uma imagem negativa pode comprometer todo o desenvolvimento de um projeto. 

O funcionário deve saber a importância do lugar onde trabalha e da sua própria importância, pois só assim ele poderá ter um bom ambiente de trabalho e equipe. 

O endomarketing é um elemento indispensável para o sucesso de qualquer empresa. A confiança do público, tanto o interno como o externo, é uma conseqüência do endomarketing. 

Pode-se imaginar o quanto o endomarketing é importante para o crescimento dos negócios nesse cenário. E o quanto representará para as empresas que souberem estruturar seus planos de abordagem aos empregados, visando a máxima qualidade do produto-atendimento oferecido aos seus mercados. 

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.