União das Sociedades Espíritas
Intermunicipal de Piracicaba

Pesquisa por Casas Espíritas Afiliadas

Auxilio em desobsessão

 

A desobsessão em si nasce originariamente da palavra esclarecedora, através do estudo, mas, em muitos casos, na lei das provas necessárias, possuímos instrumentos vários de auxílio a ela, tais quais sejam: 

AFEIÇÕES CONTRARIADAS - recursos de frenagem, sustando a queda em dramas passionais de resultados imprevisíveis;

DESGOSTOS DOMÉSTICOS - válvulas de contenção, impedindo a reincidência em falhas morais;

PARENTE INFELIZ - advertência constante, obstando a ingerência em faixas de crítica destrutiva;

FILHO-PROBLEMA - socorro da Providência Divina, trazendo para dentro de casa o credor de existências passadas, que incomodaria muito mais se estivesse por fora;

DOENÇA IRREVERSÍVEL - dreno para o escoamento gradativo dos agentes mórbidos, ainda suscetíveis de ligar a criatura com as inteligências enquistadas na criminalidade;

MOLÉSTIAS COMUNS - desligamento de tomadas mentais capazes de estabelecer conexão com o enredo sutil das trevas;

DECEPÇÃO - choque reparador da lucidez espiritual.

IDIOTIA - longa pausa do espírito, diligenciando realizar o próprio reajustamento, ante a Vida Superior

A reencarnação é sempre evolução, recapitulação, ensino, aprendizado e reaprendizado e tudo isso custa esforço, obstáculo, suor;

entretanto, em muitas circunstâncias, é trabalho expiatório, regeneração ou processo curativo. 

Por isso mesmo, para as criaturas que se encontram em resgate, nos domínios da culpa, a área terrestre em que se encontram pode ser considerada como sendo região hospitalar e o corpo físico é interpretado por cela de tratamento, com a equipe doméstica, seja na consangüinidade ou nos contatos de serviço, mantendo a terapia de grupo. 

Amemos, estudemos, sirvamos, perdoemos e auxiliemos aos outros e a desobsessão será sempre a nossa precisa libertação por bendita luz a brilhar no caminho.

..............................................................

Se você aspira receber, procure dar.

Se você deseja a estima alheia,
proporcione apreço sincero aos semelhantes.

Se quer auxílio, auxilie. 

Se aguarda compreensão, compreenda.

Se algum de nós observa a presença do mal por fora, vejamo-lo, por dentro, a fim de saber se não estamos em condições de estendê-lo.

Se esperas desculpas às próprias faltas,
esqueça, - mas esqueçamos, de todo coração, - as faltas dos outros.

Se a irritação nos destempera,
silenciemos a palavra, até que passe a tormenta da ira.

Se você não aprecia respostas desagradáveis,
não faça perguntas irreverentes.

Se sonha elevar-se,
eleve também os companheiros.

Se dispõe de tempo a perder,
ganhe tempo no trabalho ou no estudo.

Desobsedar-se alguém,
na essência, será libertar-se da sombra e ninguém se livra da sombra sem fazer luz.

ANDRÉ LUIZ
(Do livro "Paz e Renovação", Francisco Cândido Xavier)