União das Sociedades Espíritas
Intermunicipal de Piracicaba

Pesquisa por Casas Espíritas Afiliadas

ESPÍRITOS VICIADOS USAM OS ENCARNADOS ( UM GRAVE PROBLEMA)

 

 

 

 

 

 

 

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

 

No filme “Gohst, Do outro lado da vida”,  um Espírito que vivia num vagão do metrô aprendeu a provocar fenômenos de efeitos físicos; um dia quebrou uma vitrine que continha maços de cigarro e caíram no chão uns 30 maços. Ele se ajoelhou em cima dos maços e com olhar arregalado sobre eles, disse:  

 

- ah!, se eu pudesse ao menos dar uma tragada!! (isto é real, os Espíritos viciados no álcool, no cigarro, nas drogas, no sexo, na alimentação, ao desencarnarem não têm mais corpos para usufruírem do vício, como faziam quando encarnados. Mas continuam com a mesma vontade de alimentar o seu desejo vicioso.

 

E para que isso possa seja possível esses Espíritos ficam perto,  bem junto dos encarnados viciados como eles, para aspirarem, para sugarem as emanações voláteis dos víciosque emanam de seus copos.

 

O pior é que, além de vampirizarem os encarnados viciados, os estimulam a se drogarem mais e mais. Esses espíritos dominam suas vontades.

O Mentor Ulisses comenta no livro O sétimo Selo, da Editora Petit  que  “nossos irmãos desencarnados

elegem seus companheiros pela sintonia vibratória do desejo inferior, das sensações desenfreadas, E OS ACOMPANHAM, exigindo cada vez mais de seus eleitos, para que eles, (Espíritos) sem corpo físico, também possam encontrar a satisfação que procuram no mundo da matéria, ao qual não pertencem mais.” “ e conclui, na maioria das vezes,  além de lutar contra a própria dependência, o dependente encarnado tem a vontade própria anulada pelo companheiro espiritual que o obsidia.

 

Muitos casos já ocorreram em que o dependente, num ato de loucura, é capaz de assassinar a própria família e cometer outros atos tresloucados para atender à vontade soberana que se impõe de forma avassaladora e incontrolável. E tudo isso começa de forma quase imperceptível, com a aparentemente inocente “cervejinha” junto dos amigos.”

 

E assim, amigo, você pergunta, como combater tudo isso? Recomendamos o estudo das Obras Espíritas que explicam muito bem a influência dos Espíritos em nossas vidas e o livro O Evangelho Segundo o Espiritismo que nos orienta claramente como deve ser a nossa conduta  no dia a dia que irá nos proteger desses tão nocivos ataques - o

ataque dos vícios que destrói o corpo e perturba  e enfraquece a alma e o ataque dos obsessores que escravizam  e vampirizam os dependentes.