União das Sociedades Espíritas
Intermunicipal de Piracicaba

Pesquisa por Casas Espíritas Afiliadas

Atendimento fraterno na casa espírita (Um bom exemplo de como fazer o Atendimento Fraterno)

 

 

 

Observações do Livro SEXO E OBSESSÃO 


(Esp. Manoel P. de Miranda (Divaldo P. Franco)

Visita a um Centro Espírita... (observações dos Espíritos)

“A equipe do Centro Espírita que fazia o Atendimento Fraterno
Havia recebido


TREINAMENTO ESPÍRITA E PSICOLÓGICO
E, PERIÓDICAMENTE, Era
REAVALIADA, RECICLADA,

de modo que pudesse cooperar com bondade e discernimento doutrinário em favor dos muitos sofredores que buscavam orientação. “

“No Atendimento Fraterno do Centro Espírita havia duas equipes: -

-Uma constituída por entidades generosas e trabalhadoras
-E outra pelos companheiros que militavam na Casa Espírita.

Em ambos os planos de atividade HAVIA UM RESPONSÁVEL
que se encarregava de orientar cada candidato, de forma que
tudo transcorresse em harmonia e os resultados fossem os melhores desejados.” 

1ª PARTE DO ATENDIMENTO

“Antes do atendimento, o responsável pelo trabalho
anotava o nome e endereço
com o objetivo de colocar entre aqueles que se faziam
beneficiados pelas vibrações
habituais das reuniões especializadas.”

Também o mentor espiritual da atividade anotava os dados
do entrevistado e entregava-os a um membro da equipe
de visitadores desencarnados,
a fim de oferecerem assistência
CONFORME A SUA RECEPTIVIDADE AO QUE LHE FORA RECOMENDADO

“ As pessoas que buscavam orientação eram reunidas
em uma sala ampla
NA QUAL RECEBIAM ORIENTAÇÃO ESPIRITUAL.
mediante a leitura e comentários de uma página espírita
E RECEBIAM PASSES COLETIVOS.”

“Os Atendentes Fraternos
ERAM INSPIRADOS POR ENTIDADES encarregadas
Do trabalho no lado espiritual” 

“ Havia na Casa um atendente
com possibilidades mediúnicas de vidência muito acentuadas
mas que só atendia casos mais graves que
passassem por triagem pelos outros atendentes
E caso fosse mesmo necessário”
(era considerado atendimento especializado)” 

“ A cada orientação,
o Atendente fazia UM MOMENTO DE SILENCIO,
dando tempo mental
para que o paciente assimilasse as informações recebidas”


“ No final, o Atendente orientava o entrevistado à leitura do Evangelho Segundo o Espiritismo, a receber passes, a assistir as palestras, fazer o Evangelho no Lar,
e outras informações que fossem necessárias conforme cada caso.
(havia casos em que recomendava também a leitura do Livro dos Espíritos
e cursos na casa, dependendo do atendimento)”

“Não havia Ficha de identificação para não expor os dramas da pessoa aflita”

“O Atendente PROCURAVA MAIS OUVIR DO QUE FALAR,
orientando mediante a contribuição do espiritismo,
evitando as próprias conclusões,
o que se convencionou denominar de “ achismo”,
que nem sempre está correto.”

“ A FUNÇÃO DO ATENDIMENTO FRATERNO

NA CASA ESPÍRITA,

NÃO É A DE RESOLVER OS PROBLEMAS DAS PESSOAS

QUE VÃO EM BUSCA DE SOCORRO,

MAS A DE ORIENTÁ-LAS À LUZ DA DOUTRINA ESPÍRITA

PARA QUE CADA UMA ENCONTRE POR SI

MESMA A MELHOR SOLUÇÃO”