contato@usepiracicaba.com.br | 19 -1234 5678

Na noite de 16 de julho de 1948, algumas irmãs do Distrito Federal se achavam em Pedro Leopoldo, e, algumas delas, em oração, pediram aos Amigos Espirituais uma lembrança para as criancinhas do “Centro Espírita Discípulos de Jesus”.

Foi JOÃO DE DEUS, o suave lírico de Portugal, quem veio e atendeu pela mediunidade de Chico, dedicando às crianças da referida Instituição a Poesia abaixo: 

Ouve, agora, meu anjinho,
Se procuras o caminho
Do Paraíso no além,
Cultiva o jardim do amor,
Trabalha e atende ao Senhor
Sem fazer mal a ninguém.

Sê bondoso e diligente,
Serve ao mundo alegremente
Apega-te aos homens bons;
Foge à discórdia que exalta
À treva, à revolta, à falta,
E busca os divinos dons.

Depois, filho, mais tarde,
Entenderás, sem alarde,
Que a senda de perfeição
Para toda criatura
Começa, risonha e pura
Por dentro do coração.

Referências Bibliográficas:

Extraído da obra Lindos Casos de Chico Xavier, por Ramiro Gama.