contato@usepiracicaba.com.br | (19) 3402-8022

Comumente, imaginamos que ser jovem esteja relacionado à idade biológica de cada um. Acreditamos, se quisermos definir um período, que a flor da idade seja entre 20 e 30 anos, porém, o conhecimento da doutrina espírita pode nos dar um melhor esclarecimento sobre tal questão, mostrando-nos que, na realidade, a mocidade está atrelada muito mais a um estado de espirito do que a um envelhecimento biológico no corpo. Assim, todos nós devemos procurar em nosso íntimo aquele jovem, por vezes esquecido, para tomar as rédeas de nossa existência, investindo os nossos esforços para que o entusiasmo de se viver com alegria nos contamine. Encarar as dificuldades como parte da nossa existência, sem a reclamação de sempre a nos acompanhar é uma característica juvenil, ao olhar sempre para o futuro como uma oportunidade melhor que o presente.

Estar disposto a ser sempre jovem e idealista é, principalmente, uma escolha de como se viver, sempre tendo como guia àquele que é nosso modelo, Jesus. Pode até ser que alguns pensamentos negativos nos visitem, como: “Minha oportunidade já passou”, “já estou muito velho para isso” ou quem sabe “não sei por onde começara”, mas se nos lembrarmos da doutrina espírita a esclarecer-nos de que somos imortais, teremos a possibilidade infinita de conduzir nosso próprio destino de uma maneira mais alegre e simples ou mesmo juvenil, se assim preferirmos, e assim talvez sejamos visitados por outro pensamento muito mais importante: “porque não hoje !?”