União das Sociedades Espíritas
Intermunicipal de Piracicaba

Pesquisa por Casas Espíritas Afiliadas

Podemos manter a serenidade nos dias atuais?

Podemos manter a serenidade nos dias atuais?Por AATV

Todos os dias, através da mídia, somos bombardeados por notícias pouco edificantes. As guerras e a violência urbana; a corrupção que assola todo o nosso país associada a frequente impunidade dos responsáveis por isto; crises econômicas constantes, que parecem nunca ter fim, ceifando milhares de empregos; as variações climáticas que afetam a agricultura elevando os custos dos alimentos e, como consequência, o aumento da fome no mundo; a incompetência dos setores administrativos do país que se evidenciam em todos os estados da federação, onde os recursos destinados à construção de estradas, hospitais, escolas, simplesmente se “evaporam” sem explicações; etc.

Mesmo com 2000 anos de cristianização do planeta, a humanidade embora tenha avançado a passos largos na tecnologia, permanece letárgica no campo moral, mantendo ainda o egoísmo e o espírito de rapina. Para o cidadão comum, o desânimo é frequente, pois a falta de perspectiva frente essas flutuações econômicas, associadas aos problemas mencionados acima, causa profunda frustração. Então, como manter a serenidade e o otimismo nos dias de hoje?

Se formos responder apenas pela visão materialista, seria muito difícil. Isto porque vivemos em uma fase de transição planetária, onde finalmente a Terra está ingressando em uma nova categoria evolutiva, passando a ser um planeta de Regeneração. Mas, não é uma passagem abrupta. Embora deixando de ser um orbe de “Provas e Expiação”, viveremos ainda algumas décadas com sérios problemas conforme já mencionados, mas com um agravante de final de ciclo, conforme pode ser notado pelo aumento gradativo da violência em todo o mundo.

Mas, observando pelo prisma da Doutrina Espírita, compreendemos que estamos prestes a vencer uma etapa importantíssima para toda a humanidade. Assim, a resposta à pergunta inicial é afirmativa. Entretanto, neste período, conforme previsto nas mensagens de Jesus, foi permitido que a maldade pudesse sobressair-se ainda mais, embora por um período curto de tempo, para permitir a separação do “joio do trigo”, ou a seleção dos Espíritos que poderão continuar reencarnando na Terra. Sendo espíritos imortais, o que vale deve ser a consciência tranquila do dever cumprido. Embora nós não tenhamos os elementos para afirmar com precisão como os fatos que estão ocorrendo, a mensagem consoladora de Jesus de que “os brandos e pacíficos herdarão a Terra” deve fazer eco em nossas consciências.

A sociedade vive sim momentos difíceis. Mas o importante é saber o que, cada um nos pode contribuir para amenizar os problemas existentes, iniciando com atitudes cada vez mais fraternas e positivas, dentro do nosso próprio lar. Para aqueles que têm procurado vivenciar dentro de suas possibilidades o Evangelho do Cristo, a fé deve nortear todos os passos, na certeza de que não existem improvisações por parte dos abnegados mentores siderais. Tudo segue conforme o planejamento superior, estabelecido por Jesus, desde os primórdios de nossa humanidade. Tenhamos a serenidade necessária, mantendo o equilíbrio em todas as nossas atitudes perante a vida, mesmo enfrentando os dissabores do momento atual.