União das Sociedades Espíritas
Intermunicipal de Piracicaba

Pesquisa por Casas Espíritas Afiliadas

BODAS DE OURO, MENSAGEM SOBRE O VALOR DO CASAMENTO

Esta mensagem foi feita na homenagem ao casal Miguel e Neide arroteia  em 23 de setembro,  no dia da comemoração de suas bodas de ouro. Para os que chegam aos 50 anos de casados  é importante  que façam uma apreciação sobre o valor do casamento e assim, possam compreender quanto que o divórcio, ao contrário,  é o lado negativo da questão. Primeiramente vejamos o que Jesus disse. Perguntaram a ele,   senhor porque Moisés deu carta de divórcio a mulheres? Jesus respondeu, foi pela dureza de nossos corações! É uma medida que equivale a um medicamento em casos graves, uma providência contra crimes, graves agressões, suicídios, enfim separação das brigas! Não  é de  agrado  nem de Jesus,  nem de Deus, claro, pois a família foi uma inspiração divina para a formação da sociedade humana. O IBGE faz censo  (o  censo é uma pesquisa  demográfica no pais, realizada de 10 em 10 anos) e  no ano de 2011 revelou sua pesquisa que ocorreram no  Brasil 360.000 divórcios.

Neste mesmo ano em Piracicaba,  os cartórios anunciaram  pesquisa  publicada no jornal de Piracicaba, que na cidade o número de divórcio chegou a 50% dos casamentos, 2 a cada 4.  Os mentores espirituais dizem que o divórcio não soluciona o problema da redenção, porque quase ninguém se reúne no casamento sem o vínculo do passado, débito no espírito ou compromisso, assim, os divorciados não  se liberam da dívida em que se acham – o resgate  é interrompido!!   “O mundo  hoje ainda  se contenta com a beleza perecível que os olhos veem, mas o sábio  se encanta com a beleza que permanece e vem da alma e do coração”  O casamento - quando nos casamos perante o mundo é uma coisa.

Quando nos casamos invocando Deus é outra. Quem crê em Deus  também crê que somos todos filhos dele,  e  que todos  somos responsáveis por nos  amarmos uns aos outros. Então quando nos casamos perante Deus  não nos  casamos com o corpo, com a aparência, com o dinheiro do parceiro.  Nos  casamos com um ser  espiritual que tem corpo, sim,  mas também tem alma, e   que precisa e merece todo o nosso respeito e amor. Então os que se separam com facilidade é porque não se casam  pelo Amor Verdadeiro, nem têm consciência de suas  responsabilidades perante Deus,  mas  visam outros motivos, motivos estes  que não os retêm juntos quando acabam os interesses  volúveis. Mas os que chegam até esse ponto de comemorarem as Bodas de Ouro por 50 anos,  estão no caminho certo, os caminhos que Deus esperam que estejam, o caminho do Amor Verdadeiro um pelo outro, o caminho da valorização  da família!  As Bodas de Ouro são uma comemoração dos 50 anos de casamento. Nesta data, o casal festeja o aniversário da união e renova as promessas feitas durante o casamento. O símbolo escolhido,  o ouro é um dos metais mais valiosos e belos que existem.

Esta comemoração simboliza a nobreza desta união, que se manteve louvavelmente  forte e inabalável durante todos estes anos. A celebração das bodas de ouro surgiu na Alemanha, onde existia a tradição de fazer uma festa para os casais que completavam 50 anos de união e, durante a cerimônia, recebiam uma coroa de ouro. O termo boda tem sua origem a partir do latim "vota" / “votum”, que pode ser traduzido literalmente como "PROMESSA". Ninguém vive para sempre nesta vida! Estamos aqui de passagem  para  nos ajustarmos espiritualmente e, aceitar o outro como ele é,   é uma oportunidade de crescermos  e  nos instruirmos  com ele, pois  precisamos  uns dos  outros para evoluir.  “O Cristo não pediu muita coisa, não exigiu que as pessoas escalassem o Everest ou fizessem grandes sacrifícios. Ele só pediu que nos amássemos uns aos outros.”  Chico Xavier